PESQUISA CEBRASSE – IMPACTOS DA PANDEMIA NO SETOR DE SERVIÇOS

0
117


Com o intuito de apresentar os impactos do cenário atual do empresariado do setor de serviços brasileiro, diante dos reflexos da Pândemia de COVID-19, foram analisados dados divulgados pelas entidades associadas à CEBRASSE, que hoje possuem em seu bojo, mais de 840 mil empresas, responsáveis por 8,2 milhões de empregos formais.
Dentre os mais de 30 segmentos representados, na prestação de serviços nacional, destacamos uma participação relevante de empresários de mão de obra intensiva (Asseio e Conservação, Segurança e Serviços Terceirizados em geral), tecnologia, consultorias, educação, contabilidade, controles de pragas, mecânicas de reparação automotiva e retíficas de motores.
Baseando-se nos dados coletados por meio de pesquisa em formulário online, nota-se que devido a Pandemia do Covid-19, 61% dos empresários do setor de Prestação de Serviços teve afastamento de pelo menos 20% de seus funcionários, dos postos de trabalho.
Em relação ao faturamento do Setor, houve uma redução entre 21% e 40% do faturamento para a maioria dos pesquisados (29,2%) em todo o país.
Sobre a inadimplência nos contratos, 40,7% dos entrevistados tiveram até 20% de pendência no recebimento dos contratantes.
Por fim, na pergunta sobre a opinião dos empresários em relação ao isolamento social, a grande maioria (74,3%) acredita que deve-se aplicar um retorno gradativo e seguro das atividades, tendo em vista os grandes impactos causados na economia.
Com esses dados podemos concluir que o setor de serviços, grande alavancador do PIB brasileiro, representando o montante de 73%, está sendo gravemente impactado em todas suas ramificações. Nota-se que o interesse do empresário na retomada, de maneira segura e gradual, é inevitável para a sobrevivência de empresas no cenário atual.
Faça o download da pesquisa