Os pontos que o governo Lula deve aceitar na reforma tributária

0
101
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Victoria Abel

Equipe econômica do governo Lula sinaliza concordância com IVA dual e pode aceitar proposta de alíquotas setoriais na reforma tributária

Integrantes da equipe econômica do governo Lula sinalizam positivamente para adaptações no texto da reforma tributária já sugeridas por deputados, como IVA dual e alíquotas diferentes para cada setor econômico.

Economistas do Ministério da Fazenda afirmaram à coluna que o IVA único seria a opção melhor para os contribuintes, mas ponderam que dois impostos facilitam a negociação política e federativa.

O IVA dual separaria em duas alíquotas diferentes, impostos federais de estaduais e municipais. O formato também colabora para que governadores e prefeitos apoiem a reforma tributária.

Na visão dos entes federativos, o IVA dual proporciona um repasse mais justo de arrecadação. Com o IVA único, a distribuição de recursos arrecadados ficaria apenas a cargo da União.

O IVA dual separaria em duas alíquotas diferentes, impostos federais de estaduais e municipais. O formato também colabora para que governadores e prefeitos apoiem a reforma tributária.

Na visão dos entes federativos, o IVA dual proporciona um repasse mais justo de arrecadação. Com o IVA único, a distribuição de recursos arrecadados ficaria apenas a cargo da União.

Alíquotas setoriais

Apesar de ter preferência por uma alíquota única de imposto, aliados de Haddad afirmam que “alíquotas diferenciadas podem ser uma opção”.

A coluna mostrou nesta terça-feira (28/2) que deputados do grupo de trabalho da reforma tributária na Câmara estudam propor alíquotas diferentes do futuro “imposto único nacional” para atender a pressões de empresários de diferentes setores.

Fonte: Metropoles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here