Avança cooperação com MTE

0
111
Avança cooperação com MTE

Fenaserhtt será parceira na elaboração de estatísticas do setor e em programas de requalificação profissional

O diálogo é a base de tudo, especialmente quando existe disposição para conversar, independente de posições políticas. O que importa é o objetivo comum de construir uma economia forte com geração de emprego e renda. É com esse espírito que a FENASERHTT tem desenvolvido uma estratégia de aproximação com diferentes atores do governo federal e do Congresso Nacional no sentido de defender os interesses das empresas de terceirização e trabalho temporário.

Avança cooperação com MTE

Com esse pressuposto, a cooperação entre o Ministério do Trabalho e Emprego e a FENASERHTT tem evoluído e deverá resultar brevemente em projetos concretos. Na reunião de trabalho com o secretário-executivo do MTE, Chico Macena, no dia 3 de maio, em Brasília, ficou estabelecido que os termos de cooperação representam o melhor caminho para consolidar essa parceria.

O primeiro projeto será a troca de informações sobre o setor para que haja uma fotografia mais realista em relação à contribuição da terceirização e do trabalho temporário para o desenvolvimento do país. Dessa forma, as estatísticas ficarão mais confiáveis para os dois lados e servirão de base para divulgação na imprensa e a elaboração de estratégias de negócios das empresas.

Avança cooperação com MTE

Um segundo projeto é o da qualificação profissional por meio de convênios com entidades sociais com o objetivo de desenvolver uma “busca ativa” por candidatos e torná-los aptos a trabalhar. A ideia é que o currículo não fique apenas no papel que, por ser autodeclaratório, muitas vezes não representa exatamente o potencial do candidato. Por meio da “busca ativa” será possível identificar adequadamente as habilidades e o potencial de cada pessoa que busca trabalho. Se necessário, inclusive, haverá um processo de requalificação profissional para atender a demanda. Atualmente, existe um descompasso no mercado de trabalho entre o número de vagas e a efetiva contratação. Muitos candidatos não estão qualificados para as oportunidades disponíveis.

Uma outra parceria importante entre o MTE e a Federação será a disponibilização do acesso pelas empresas de terceirização e trabalho temporário ao Sistema Nacional de Emprego (SINE), que está passando por uma modernização e vai ampliar a oferta de candidatos e vagas.

Reunião no MDIC

Em Brasília, a delegação da FENASERHTT foi recebida em audiência pelo secretário da Micro e Pequena Empresa e Empreendedorismo do Ministério do Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviços, Milton Coelho. A reunião teve como pauta principal a necessidade de maior aproximação do governo com o setor, que tem uma base importante formada por pequenas empresas. O secretário Milton Coelho afirmou que a secretaria está de portas abertas para estabelecer formas de cooperação e indicou o interesse de firmar convênios de formação do empreendedor com a participação do Sebrae Nacional e suas representações estaduais.

Reunião na Comissão de Constituição e Justiça

Outra reunião importante aconteceu na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, onde a delegação da FENASERHTT foi recebida pelo seu presidente, Rui Falcão (PT/SP).

O parlamentar informou que a discussão da reforma tributária não vai passar pela CCJ, o que, segundo ele, pode criar lacunas no processo de discussão para a elaboração do projeto final. De qualquer maneira, Falcão disse que este é um tema prioritário para o governo e que o grande desafio será chegar a um consenso sobre a melhor forma de se alcançar a justiça tributária.

Ele também mostrou muito interesse em conhecer melhor o setor e afirmou que está disposto a receber sugestões que possam viabilizar avanços na legislação em busca do trabalho formal e digno, que também é um dos objetivos da Federação.

A delegação da FENASERHTT que foi a Brasília nos dias 3 e 4 de maio foi formada pelo presidente Vander Morales, o Vice-Presidente Danilo Padilha, do Paraná, e o consultor de Relações Institucionais, Marco Piva.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here