Representantes da Cebrasse participam de reunião sobre Reforma Tributária com senador Angelo Coronel

0
100
o presidente do Seac ABC e Vice-presidente de Eventos da CEBRASSE, Marcos Nóbrega, participaram de reunião sobre reforma tributária
O presidente do Seac ABC e Vice-presidente de Eventos da CEBRASSE, Marcos Nóbrega, participaram de reunião sobre reforma tributária

O presidente do Seac ABC e Vice-presidente de Eventos da CEBRASSE, Marcos Nóbrega, participaram de reunião sobre reforma tributária de reunião sobre reforma tributária com o com o senador Ângelo Coronel, vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e Relator da PL 2.337/2021, dos Dividendos. A reunião foi organizada pela Associação Comercial de São Paulo e teve a participação de um grupo de representantes de federações e associações da classe empresarial, de vários segmentos.

Na reunião, Segeti informou que em recente estudo que elaborou junto com a Cebrasse verificou-se que a PEC 45 causará forte deslocamento da carga tributária em desfavor dos prestadores de serviços. “A alíquota de 25%, já bastante elevada, tende a ser ainda maior com os regimes diferenciados para atividades e produtos determinados no Substitutivo ao projeto. A variação estimada de aumento na carga tributária vai de 16,12% a 233,98% para segmentos do setor de serviços”, disse.

Representantes da Cebrasse participam de reunião sobre Reforma Tributária com senador Angelo Coronel
Representantes da Cebrasse participam de reunião sobre Reforma Tributária com senador Angelo Coronel

O presidente da Associação Comercial, Roberto Mateus Ordine, destacou a importância do trabalho da função de Coronel no encaminhamento das emendas para a PEC 45. “Contamos com seu trabalho para viabilizarmos os necessários ajustes ao projeto da Reforma Tributária”, afirmou o presidente.

O senador explicou como está sendo seu trabalho para viabilizar os necessários ajustes, por meio das inúmeras emendas que beneficiem o emprego. “Vamos encaminhar emendas à reforma tributária e ajustes que atendam os interesses dos empreendedores dos vários setores. Para isso é fundamental que possamos debater pontos que possam ser ajustados, extintos ou modificados”, disse.

Ângelo Coronel defende a criação de uma nova comissão mista de deputados e senadores para debater a reforma. E afirma que nenhuma das duas propostas satisfaz o mercado ou trará as simplificações necessárias. Ele sugere que a elaboração da proposta deve levar em conta prioridades e necessidades de estados e municípios, bem como as particularidades de algumas áreas e atividades.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here