Compartilhamento de dados e inovações dos negócios no Setor de Serviços

0
15
Maurício Felgueiras, CEO e presidente da MXM Sistemas
Maurício Felgueiras, CEO e presidente da MXM Sistemas

“Toda a conversa sobre inovação é e sempre intrigante. E um exemplo que trago sobre a questão da inovação tecnológica é quando o Henry Ford lançou o Ford 29, em 1927. Houve um protesto, na época, dos coletores de fezes de cavalo, acusando que a invenção do Ford acabaria com toda uma categoria de empregos. Esse é um dilema recorrente, já ouvimos sobre frentistas, trocadores, designers gráficos e por aí vai. E vemos com as novas tecnologias, novos empregos são criados e a empregabilidade muda”, foi com essa observação que o CEO e presidente da MXM Sistema, Maurício Felgueiras, iniciou a palestra no painel sobre inovações no Setor de Serviços promovida pela Cebrasse no final do mês de outubro. Ele falou sobre ‘Compartilhamento de dados’.

Para o especialista, as palavras mágicas da transformação tecnológica – e de inovações independente de tecnologia isso – são o ‘bem estar comum e da coletividade’. De acordo com Felgueiras, esse é o objetivo constante da MXM: a possibilidade dessas grandes mudanças dentro do sistema de gestão, usando a tecnologia da informação como vantagem competitiva, sem ignorar os impactos na sociedade. Ele lembrou que em uma era digital, onde o compartilhamento de dados é realizado em questão de segundos, a informação torna-se um dos ativos mais importantes de uma organização – independente de seu porte.

E para sobreviver em um mercado competitivo e globalizado sem coletar e gerenciar as informações relativas aos seus clientes, fornecedores, concorrentes e outros dados que impactam diretamente o seu negócio é um grande desafio para empresas hoje em dia é um erro fatal. Por este motivo, explicou Felgueiras, a computação em nuvem é a opção mais segura e acessível para que empreendedores consigam trabalhar com tranquilidade e velocidade.

“E o que uma software house precisa fazer para oferecer mais evoluções tecnológicas para o mercado e, consequentemente, maior produtividade?”, questionou. Segundo ele, é preciso que a empresas de tecnologia a ser contratada por empresas de qualquer porte ou segmento de atuação, demonstre que conhece o clientes, sempre oferte soluções avançadas de controle e compliance, entenda que eles operam em modelos variados e que precisam cumprir legislações específicas, que demandam serviços de infraestrtutura, entre outros aspectos.

Parte da apresentação de Maurício Felgueiras,da MXM Sistemas
Parte da apresentação de Maurício Felgueiras,da MXM Sistemas

“Nós estamos vivendo uma nova era. Todos os dias, precisamos ser mais eficientes e produtivos. Temos mais coisas a fazer com as mesmas horas de trabalho, usando várias ferramentas com diferentes interfaces e não temos a opção de falhar. A nossa visão é a de Darwin, da natureza, que é aquela que temos duas opções: evoluir ou sermos extintos. A natureza é implacável, e o mesmo acontece no mundo dos negócios. Quantas grandes empresas e líderes de mercado ainda desaparecerão? Por tudo isso é essencial que as empresas evoluam para os novos caminhos, adaptem-se o mais rapidamente possível à nova realidade. Ninguém está livre da extinção se a empresa não estiver 100% focada em ser mais produtiva. E o sistema de gestão é uma das ferramentas que podem garantir esse aumento de existência e produtividade”, garantiu, acrescentando que, na própria visão, a era do ERP (Sistema Integrado de Gestão Empresarial) como era conhecida, chegou ao fim.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here