CEO da Medik apresenta modelo inovador de proteção à saúde e vantagens para empresas

0
149

Apresentação ocorreu durante a 28ª Feira de Produtos e Serviços para Higiene, Limpeza e Conservação Ambiental

Quem visitou os estandes da Medik e da Cebrasse na Higiexpo 2022, realizada de 9 a 11 de agosto, em São Paulo, teve a oportunidade de conhecer uma proposta inovadora de proteção à saúde que foi apresentada pela empresa, parceira master da Central. Não, não é um plano de saúde. É o que deixa claro Richard Crivelari, CEO da empresa que está no mercado há três anos, e que oferece desde telemedicina de diversas especialidades até cobertura de medicamentos.

“A partir de análises econômicas de saúde populacional, buscamos a criação de um modelo que fosse viável economicamente para as empresas e que gerasse um resultado prático na redução de faltas e atrasos, uma vez que mais de 76% do absenteísmo ocorre por situações de saúde. Como resultado, desenvolvemos um produto focado nas situações que são mais frequentes de saúde, o fácil acesso a médicos e medicamentos grátis.” explica.

A Medik constatou que, hoje, um trabalhador fica em média de três a cinco anos em uma empresa. Nesse período, a chance desse profissional ter uma situação de alta complexidade é muito baixa, menos de 1%.

Atualmente, a única opção privada para as empresas protegerem a saúde de seus colaboradores é um plano de saúde, que tem características específicas na sua contração e, de acordo com o portal PebMed, o seu reajuste é o dobro da média mundial.

Existem vários motivos para que este tipo de serviço seja mais caro. Um deles, citado por Crivelari, é que na prática, 2% de uma população atendida por um plano consome mais de 50% dos recursos. “Um exemplo disso são os casos de alta complexidade, como pacientes oncológicos, ou que precisam de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). E para bancar essas situações, o custo acaba tendo que ser diluído na conta dos outros 98%.

De acordo com o CEO, o objetivo do modelo de atenção à saúde ofertado é a redução da rotatividade de colaboradores nas empresas, bem como de faltas e  atrasos. Ao oferecer um serviço de telemedicina, no qual o beneficiário pode ser atendido em casa ou até no local de trabalho, o paciente evita o tempo gasto com deslocamento e a empresa oferece um benefício que pode, de fato, melhorar a qualidade de vida dos seus empregados e a um custo possível.

O que é garantido

A Medik garante acesso a médicos 24 horas via telemedicina, sem limite de uso, e remédios grátis até o limite de R$200,00. A teleconsulta com médicos generalistas e pediatras, é ofertada 24 horas por dia, através de chamadas de vídeo ilimitadas, para diagnóstico e tratamento da maioria das situações adversas à saúde.

“O nosso tempo médio de espera para atendimento, para falar com o médico, é de 12 minutos”, garante Crivelari. Segundo ele, o cliente liga para 0800 e fala inicialmente com uma enfermeira, que faz uma pré-consulta e preenche a ficha do paciente. Depois desse rápido processo, o paciente já é encaminhado para o médico. Durante a consulta, se necessário, o médico prescreve uma receita eletrônica que é aceita em qualquer farmácia do Brasil.

A Medik concluiu em seus estudos que o acesso a medicamentos é uma estratégia fundamental para evitar a reincidência e/ou o agravo de doenças. Sabemos que nem sempre os colaboradores dispõem de recursos financeiros para concluir o tratamento. Para isto faz parte do pacote Medik o fornecimento de remédios grátis. “O beneficiário tem direito a uma cobertura de até R$200,00 mensais na compra de medicamentos tarjados, aqueles que precisam de prescrição”, disse. O valor não é cumulativo. Os medicamentos podem ser retirados em uma rede de mais de 15 mil farmácias conveniadas em todo o Brasil, que abrangem mais de 3.000 municípios.

Além das especialidades médicas, há também uma célula de acolhimento e bem-estar com educadores físicos, farmacêuticos, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais. Também é ofertado atendimento odontológico de urgência 24 horas com cirurgiões dentistas em assistência domiciliar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here